Medicamentos Anticonvulsivantes

Os medicamentos anticonvulsivantes (antiepiléticos) ajudam a normalizar a maneira como os impulsos nervosos viajam pelas células nervosas, o que ajuda a prevenir ou tratar convulsões. Quando o cérebro está funcionando normalmente, as células nervosas se comunicam usando sinais elétricos controlados de uma célula nervosa para outra. Dessa maneira, o cérebro diz ao corpo para fazer tudo o que precisa ou deseja fazer.

Há uma alteração excessiva no nível de sinais elétricos nas células nervosas durante uma convulsão. Esse aumento da atividade nervosa é responsável por sinais e sintomas de convulsões. O que causa a mudança pode ser o resultado de acidente vascular cerebral, tumor cerebral, causas genéticas, problemas metabólicos ou problemas de toxicidade. Os anticonvulsivantes também podem ser usados ​​para tratar dores nos nervos e transtorno bipolar.

Como funciona?

Os medicamentos anticonvulsivantes mantêm os impulsos das células nervosas em um nível normal, para que não se tornem excessivos e descontrolados, sendo utilizados em distúrbios convulsivos e epilepsia. A maneira como os anticonvulsivantes controlam os impulsos nervosos não é totalmente compreendida, mas seu efeito em neurotransmissores como o GABA, ou acredita-se que eles agem em receptores como o glutamato ou alteram os canais elétricos na célula nervosa.

Quais doenças são usadas para o tratamento?

Os anticonvulsivantes estabilizam o nível de impulsos das células nervosas e são usados ​​para uma variedade de doenças, incluindo:

  • Epilepsia
  • Distúrbios convulsivos
  • Dor no nervo (dor neuropática)
  • Transtorno bipolar

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here