Fibrose Pulmonar

A fibrose pulmonar é uma condição que causa rigidez no pulmão. Causa o endurecimento dos alvéolos, que são vesículas que armazenam ar no pulmão. Isso dificulta a respiração. Pode impedir que seu corpo obtenha oxigênio suficiente e, eventualmente, pode levar a insuficiência respiratória, insuficiência cardíaca ou outras complicações.

A fibrose pulmonar é uma doença no grupo de doenças denominadas doenças pulmonares intersticiais. A fibrose pulmonar de causa desconhecida é denominada fibrose pulmonar idiopática.

Os pesquisadores acreditam que a fibrose pulmonar é resultado da atividade genética e do sistema imunológico, além de uma combinação de exposição a substâncias irritantes do pulmão, como certos produtos químicos, cigarros e infecções.

Pensou-se uma vez que a condição foi causada por inflamação. Agora, os cientistas acreditam que existe um processo de cicatrização anormal que causa rigidez nos pulmões. 

Sintomas de fibrose pulmonar

A fibrose pulmonar pode não causar nenhum sintoma por um tempo. Falta de ar é normalmente o primeiro sintoma que se desenvolve.

Outros sintomas podem incluir:

  • Tosse seca e crônica
  • Fraqueza
  • Fadiga
  • Discoteca (discoteca)
  • Perda de peso
  • Desconforto no peito

Como a condição geralmente afeta adultos mais velhos, os sintomas precoces são frequentemente atribuídos à idade ou falta de exercício.

Seus sintomas podem parecer pequenos no início e progredir ao longo do tempo. Os sintomas podem variar de pessoa para pessoa. Algumas pessoas com fibrose pulmonar adoecem muito rapidamente.

Causas de fibrose pulmonar

As causas da fibrose pulmonar podem ser divididas em várias categorias:

  • Doenças autoimunes
  • Infecções
  • Fatores ambientais
  • Medicamentos
  • Idiopática (causa desconhecida)
  • Genético

Doenças autoimunes

As doenças auto-imunes fazem com que o sistema imunológico do seu corpo se ataque. As condições auto-imunes que podem levar à fibrose pulmonar incluem:

  • Artrite reumatóide
  • Lúpus eritematoso, comumente conhecido como  lúpus
  • Esclerodermia
  • Polimiosite
  • Dermatomiosite
  • Vasculite

Infecções

Os seguintes tipos de infecções podem causar fibrose pulmonar:

  • Infecções bacterianas
  • Infecções por vírus da hepatite C, adenovírus, vírus do herpes e outros vírus

Exposição ambiental

A exposição a algumas coisas no ambiente ou no local de trabalho também pode causar fibrose pulmonar. Por exemplo, a fumaça do cigarro contém muitos produtos químicos que podem danificar seus pulmões e levar a fibrose pulmonar.

Outras coisas que podem prejudicar seus pulmões incluem:

  • Fibras de amianto
  • Grãos em pó
  • Sílica em pó
  • Alguns gases
  • Radiação

Medicamentos

Alguns medicamentos também podem aumentar o risco de desenvolver fibrose pulmonar. Se você tomar um desses medicamentos regularmente, poderá ser monitorado de perto pelo seu médico.

  • Medicamentos quimioterápicos como ciclofosfamida
  • Antibióticos como nitrofurantoína (Makrobid) e sulfasalazina (Azulfidin)
  • Medicamentos para o coração, como amiodarona (Nexterona)
  • Medicamentos biológicos, como Adalimumab (Humira) ou etanercept (Enbrel)

Idiopática

Em muitos casos, a causa exata da fibrose pulmonar é desconhecida. Nesse caso, a condição é chamada fibrose pulmonar idiopática (FPI).

O paciente, a maioria diagnosticada com fibrose pulmonar, é fibrose pulmonar idiopática (FPI).

Genético

Segundo as estatísticas, cerca de 3 a 20% das pessoas com fibrose pulmonar idiopática têm outro membro da família com fibrose pulmonar. Nesses casos, é conhecida como fibrose pulmonar familiar ou pneumonia intersticial familiar.

Os pesquisadores vinculam alguns genes ao desenvolvimento da doença.

Fatores de risco para fibrose pulmonar

O diagnóstico de fibrose pulmonar é mais provável nos seguintes casos:

  • Homens
  • 40 a 70 anos
  • Aqueles com histórico de tabagismo
  • Tenha um histórico familiar
  • Aqueles com um distúrbio auto-imune associado à condição
  • Tomar alguns medicamentos relacionados à doença
  • Tratamento de câncer, principalmente radiação torácica
  • Trabalhar em uma profissão relacionada ao risco, como mineração, agricultura ou construção

Diagnóstico de fibrose pulmonar

A fibrose pulmonar é um dos mais de 200 tipos de doenças pulmonares disponíveis. Como existem muitos tipos diferentes de doenças pulmonares, seu médico pode ter problemas para identificar que a fibrose pulmonar é a causa dos seus sintomas.

O diagnóstico é mais comumente confundido com asma, pneumonia e bronquite.

Utilizando as diretrizes de diagnóstico mais atualizadas, estima-se que 2 em cada 3 pacientes com fibrose pulmonar possam ser diagnosticados com precisão sem biópsia.

Ao combinar suas informações clínicas e os resultados de uma tomografia computadorizada de pulmão, seu médico terá maior probabilidade de diagnosticá-lo corretamente.

Nos casos em que o diagnóstico não é claro, pode ser necessária uma amostra de tecido e biópsia.

Existem vários métodos para realizar uma biópsia cirúrgica do pulmão; portanto, seu médico determinará qual procedimento é melhor para você.

O seu médico também pode usar uma variedade de outras ferramentas para diagnosticar fibrose pulmonar ou descartar outras condições. Estes podem incluir:

  • Oxímetro de pulso, um teste não invasivo dos níveis de oxigênio no sangue
  • Exames de sangue para procurar doenças auto-imunes, infecções e anemia
  • Um teste de gasometria arterial para avaliar com mais precisão os níveis de oxigênio no sangue
  • Amostra de escarro para verificar sinais de infecção
  • Um teste de função pulmonar para medir sua capacidade pulmonar
  • Um ecocardiograma ou teste de estresse cardíaco para verificar se seus sintomas estão causando um problema cardíaco

Tratamento de fibrose pulmonar

Os tratamentos atuais não podem reverter a cicatriz do pulmão, mas estão disponíveis tratamentos para ajudar a melhorar sua respiração e retardar a progressão da doença.

Os seguintes tratamentos são alguns exemplos das opções disponíveis para gerenciar a fibrose pulmonar:

  • Oxigenoterapia
  • Prednisona para suprimir seu sistema imunológico e reduzir a inflamação
  • Azatioprina (Imuran) ou micofenolato (CellCept) para suprimir seu sistema imunológico
  • Pirfenidona (Esbriet) ou nintedanib (Ofev), drogas antifibróticas que inibem o processo de cicatrização nos pulmões

O seu médico também pode recomendar reabilitação pulmonar. A reabilitação pulmonar inclui um programa de exercícios, treinamento e apoio para ajudá-lo a aprender a respirar com mais facilidade.

O seu médico também pode incentivá-lo a mudar seu estilo de vida. Essas alterações podem incluir:

  • Você deve evitar a fumaça do cigarro e tomar medidas para parar se fuma. Isso pode ajudar a retardar a progressão da doença e facilitar a respiração.
  • Coma uma dieta equilibrada.
  • Siga um plano de exercícios desenvolvido sob a orientação do seu médico.
  • Descanse o suficiente e evite estresse excessivo.

O transplante de pulmão pode ser recomendado para pessoas com menos de 65 anos com doença grave.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here